Jesus, Feliciano e Protesto com Beijo Lésbico

A grande maioria das pessoas tomou conhecimento do protesto que duas jovens fizerem em um culto do pastor e deputado Marcos Feliciano. Resumindo a história: Elas começaram a se beijar acintosamente e ao sentir-se provocado, Feliciano chamou a guarda municipal para retirar as meninas. Do ponto de vista humano, nada de mais, pois realmente é função da guarda municipal impedir desordem e a atitude foi bastante provocatória. No entanto uma reflexão se faz necessária: como Jesus reagiria em situação semelhante?

Antes da reflexão, é forçoso admitir que não sei como reagiria em uma situação dessas. Você se depara com um problema e tem apenas uma fração de segundos para decidir. Normalmente somos impulsivos e nossa capacidade de racionar fica prejudicada, no entanto creio que seja nosso dever como cristãos reagir de maneira cada vez mais próxima daquela que Jesus teria.

É necessário buscar situações parecidas na Bíblia e o relacionamento dele com a pecadora em vias de ser apedrejada parece ser a mais próxima.

Visto que continuavam a interrogá-lo, ele se levantou e lhes disse: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela”.
João 8:7

É bastante possível que Jesus parasse  o culto, se dirigiria às duas, formando um circulo, protegendo as duas da multidão. Com sua doçura costumeira teria olhado profundamente para elas e teria dito algo assim: “Eu conheço vocês desde o dia em que vocês nasceram, eu sei do vazio que vocês sentem no coração e conheço todas as coisas que vocês tentaram fazer pra preencher este vazio. Vocês são como a samaritana que procurou a felicidade em oito homens diferentes e não encontrou. Vocês estão sedentas e nem sabem quem está diante de vocês, pois se soubessem pediriam e eu lhes daria de beber.”

Jesus também olharia para a multudão e diria: “e vocês que estão aqui e me chamam de Senhor, muitos jamais me coonheceram e estão tão sedentos quanto ela. “aquele que quiser vir após mim, tome sua cruz e siga-me”. Ah se vocês soubessem o que significa “misericórdia quero e não sacrifício  não condenariam os inocentes.”

Jesus se voltaria para as moças e diria: voltem para casa e não pequem mais!

Elas sairiam totalmente transformadas pelo amor de Deus e nunca saberíamos porque isso jamais teria se tornado notícia. Jesus conhecia profundamente o coração humano, suas falhas e suas mazelas. Conhece as inquietações do coração, seus medos e o ponto exato que nos separa de Deus. precisamos rever nossos métodos. Apenas teologia não é capaz de transformar vidas, somente o amor pode atrair a humanidade a Cristo. Feliciano perdeu uma oportunidade de demonstrar esse amor, mas quantas nós perdemos todos os dias. Antes que você fale que não somos Jesus e é impossível agir como ele, lembro de uma passagem no livro A cruz e o Punhal na qual o pastor David Wilkerson é ameaçado de morte por um membro de uma gangue em Nova York, e ele sem titubear fala que mesmo se fosse picado em pedacinhos, cada pequena parte ainda continuaria amando o menino. Este andou nos passos de Jesus e como ele muitos outros. Precisamos buscar este nível de espiritualidade em nossas vidas.

Julgar é fácil, difícil é seguir o exemplo de Jesus, amando os pecadores e os conduzindo a salvação. Não existem desculpas, quem segue Cristo precisa andar da maneira como ele andou. Precisamos aprender a controlar nossos impulsos, a fim de realmente sermos servos úteis de Jesus.

Em Cristo

Silvio Barbosa